Andreza Garrett: Dores nos pés no verão

23.01.2022

Andreza Garrett: Dores nos pés no verão

O Verão é a estação onde os pés ficam mais expostos e mais exigidos. Com a mudança da temperatura, e o uso de diferentes calçados, nossos pés também podem necessitar uma certa adaptação.

O calor promove uma vasodilatação nos vasos das pernas e pés, o que facilita o aparecimento do inchaço nos membros inferiores, causando a dor e desconforto.

Quanto mais expostos, mais traumas e ferimentos, e no entanto, se usarmos calçados fechados neste calor, e o suor pode favorecer o crescimento dos fungos, e com isso micoses e coceiras.

Os pés que não se adaptam a biomecânica dos calçados de verão, como sandálias e rasteiras, podem sentir desconfortos e dores, o que irá alterar a pisada, o equilíbrio e a descarga de peso.

Além disso, as caminhadas e os esportes descalços alteram a descarga de peso, exigem mais da fáscia plantar, e de outras partes do pé que não estão acostumadas ao impacto, e assim se sobrecarregam e inflamam, especialmente em pessoas que apresentam encurtamento desta região ou excesso de peso.

No entanto, também não podemos deixar de dar aquela caminhada revigorante na praia, que faz tanto bem para a nossa saúde física e mental. O caminho deve ser de equilíbrio, e se necessário, agende uma consulta com um médico e fisioterapeuta especialistas.

DICAS

Use calçados apropriados, como tênis confortáveis, que não machuquem os pés.

Alterne caminhadas descalço com pedaladas ou caminhas de tênis em local plano.

Alongue antes dos esportes na praia.

Mantenha seus pés secos e limpos.

Se for o seu caso, diminuir o peso também pode contribuir com o alívio dos sintomas.

Agende uma avaliação com fisioterapeuta especializado que pode avaliar seu tipo de pisada, e lhe passar alongamentos específicos.

Andreza Garrett

Por

Andreza Garrett


É fisioterapeuta formada na Udesc, pós-graduada em Ortopedia e em Osteopatia Clínica. Possui formação em RPG, podoposturologia, Mackenzie, Biomecânica Cranio cervical e da Articulação Temporomandibular. 20 anos de experiência em fisioterapia clínica e esportiva, e acredita na abordagem de tratamento biopsicossocial e multidisciplinar.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ao publicar um comentário, você concorda automaticamente com nossa política de privavidade e nossa política de cookies

x

Ouça a Rádio

botão play